Amamentar: um ato de amor que faz bem para mãe e filho

Muitas mães lêem sobre o desenvolvimento do bebê no útero, sobre como trocar fraldas, como decorar o quarto, sobre quais as roupinhas que se deve levar para a maternidade, mas são muito poucas as que se informam sobre como amamentar e quais os seus benefícios. Normalmente este assunto é tratado através de palpites que são ditos sem qualquer fundamento e nem sempre devem ser seguidos, principalmente aqueles que dizem ser o leite materno muito “fraco” e que devem complementar a alimentação com mamadeira. Orientações como estas são responsáveis pelo desmame precoce.

O mais importante é ler uma literatura séria que foque a amamentação com a importância que ela merece. A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que as criança devem ser amamentadas exclusivamente com o leite materno nos primeiros seis meses de vida e que continue mamando até os dois anos como complemento alimentar.
Este alimento está sempre pronto, na temperatura ideal, é isento de contaminação, é seguro e contém tudo que a criança precisa.

A mãe deve se manter o mais informada possível quanto a amamentação, pois estas informações servirão de respaldo sobre o quanto o filho ficará protegido contra algumas doenças, que promove menos cólicas de intestino por ser digerido facilmente, que favorece uma boa formação do sistema nervoso e consequentemente terá bom desenvolvimento cognitivo.

É importante que a mãe saiba como o leite materno é produzido e que leia a Cartilha que foi elaborada para a Campanha de 2009 “Amamentação em todos os momentos. Mais saúde, carinho e proteção”. A informação é fundamental para enfrentar os possíveis problemas e preocupações que possam surgir como as que estão se sentindo inseguras quanto ao amamentar nestes tempos de Gripo Influenza H1N1. Também é importante que se saiba que o leite materno protege o bebê contra a transmissão do vírus da dengue, caso seja picado pelo mosquito infectado.

Dentre tantos materiais é importante ler as Recomendações da OMS e esclarecer que o peso adquirido pela mãe durante a gravidez se deve ao acúmulo energético que será gasto justamente no período da amamentação. É por esta razão que a mulher que amamenta perde peso mais rapidamente.
Mamãe dê mais este carinho ao seu filho: amamente-o.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *