Suzuki Boulevard M1500 2011


Em setembro do ano passado, escrevi aqui no Diário de Bordo sobre a Intruder M800 2010 e, para minha surpresa, a maioria dos leitores não gostou dela (muito em função da capa do farol, carinhosamente apelidada de balde); surpreso fiquei novamente quando encontrei, no mês seguinte, a versão do balde no estande da Suzuki no Salão Duas Rodas de São Paulo com o nome de C1500 e ontem à noite, folheando a revista Motociclismo deste mês (número 150, página 85), tive a surpresa das surpresas: a Suzuki lançou no Brasil a Boulevard M1500 – com balde e tudo!

Assentada sobre pneus 120/70-18 e 200/50-17, essa Buleva é empurrada por um propulsor v-twin de exatos 1.462 cc que gera 80 cv e possui transmissão final por cardã, assento posicionado a 870 mm do solo, tanque de combustível com capacidade para 18 litros e preço sugerido, segundo o comercial da revista, de R$ 45.900.

Três questões:

  1. No Salão Duas Rodas de São Paulo, a versão do balde possuía uma carenagem lateral com a inscrição C1500 – uma Custom, portanto. Será que essa 2011 é a própria, agora chamada de Muscle?
  2. A menos que a minha vista cansada me engane, na fotografia utilizada na revista (que aparece abaixo) a carenagem lateral carrega a inscrição M800. Seriam ambas – 800 e 1500 -, à exceção do motor, idênticas?
  3. Nas referências a este modelo (como o vídeo abaixo) feitas pela imprensa europeia sempre aparece o nome Intruder. Seria a Boulevard a versão brasileira da Intruder?

Dúvidas, dúvidas. Como eu disse em outro artigo, aguardemos para ver como reage o mercado.

Suzuki Boulevard M1500 2011

208 Comentários

Boulevard é como a Suzuki chama todas as suas motos Custom nos EUA. Se olhares no site da Suzuki americana, até as antigas Savage e Intruder 800 agora se chamam Boulevard S40 e S50 respectivamente. A antiga Intruder LC1500 virou Boulevard C90 (os números das siglas são a cilindrada da moto em polegadas cúbicas).

Já na Europa a Suzuki manteve o nome Intruder para a linha Custom.

No brasil misturaram as coisas: nome Boulevard mas com as cilindradas em centímetros cúbicos.

Cesconeto

Aliás, até a antiga “Intrudona” 1400 ainda é fabricada nos EUA. Se chama Boulevard S83.

Cesconeto

Então está explicado, Cesconeto: nomes diferentes em cada mercado para as mesmas motos. Resta saber se a propaganda da 1500 na revista usou realmente a foto da 800 – e se usou, porque não pediram ao estagiário que alterasse o nome do modelo no Photoshop. Alguém?

Grande abraço!

Bom, mais uma coisa. Na Europa a Suzuki tem dois modelos de 800 cc: Intruder M800 e Intruder M800Z. A M800Z é igual a nossa atual Boulevard M800 e igual a Boulevard M50 americana.

Já o modelo sem o Z é parecido com a M1500, com o balde no farol e tal, e aparece como um modelo novo.

Resta saber se no Brasil vão seguir os modelos americanos ou europeus.

Fotos dos modelos Europeus:
M800: http://www.suzuki-gb.co.uk/bike/vz800l0/tech/
M800Z: http://www.suzuki-gb.co.uk/bike/vz800k9z/tech/
M1500: http://www.suzuki-gb.co.uk/bike/vz1500l0/tech/

Valeu, Cesconeto: show de motos – e de preços: menos de R$ 23 mil por uma M1500 faz ela ficar mais bonita do que já é. Quem nos dera…

Abraço!

Muito bonita, mas para um futuro muito longe ainda… quem sabe um dia eu vou para está linha… abração, a quimica ja saiu…

Por esse preço é melhor levar a original ao invés da Genérica….dá para comprar uma Harley Softail Heritage Custom de 1600cc…que tem uma excelente relação custo x benefício.

Bom dia , Pirex
Falando em Suzuki, depois de quase comprar uma CB 1300, acabei de comprando uma B-king , comprei meio as cegas. Gostaria de participar de umas das próximas motocadas para testar a criatura na estrada.Você já chegou a testar?Ou sabe de alguém que tem uma para eu ter mas algumas impressões.
Grato.
Wanderley

Giba:
Como eu já tive duas customs, não seria surpresa se eu voltasse a rodar com uma… Quem sabe? Obrigado pelo presente: estou no aguardo.

Kastrup:
Realmente, por este preço, a Heritage Custom está com um preço muito competitivo – só acredito que o potenciais compradores de motos H-D 0 km estejam no aguardo da sentença do processo envolvendo a Harley e o dealer brasileiro (um amigo meu passou 30 dias com uma Fat sem placas na garagem e só conseguiu a liberação por via judicial).

Wanderley:
Eu não conheço ninguém que possua uma e só tive um contato superficial no Mar&Motos do ano passado (http://www.pirex.blog.br/12-mar-motos-01052009/), quando pude analisar os detalhes da BK. Se quiseres compartilhar a experiência de pilotar uma aqui no blog, é só me enviar as informações.

Abraços!

Cara vc chama a suzuki de generica, e compara com a ***** da Harley?? tenha dó amigo… harley pra quem gosta de ***** é um prato cheio.

@Carlos
Carlos, cada um pode achar o que quiser, afinal gosto é uma coisa pessoal.

Quanto ao comentário de genérica, não tem como negar que o estilo custom é original da Harley e as japonesas as copiaram quando o estilo voltou a estar na moda….daí o comentário de genérica, afinal as cópias são sempre genéricas…

Quanto ao adjetivo que você deu à Harley, me diga quantas motos Suzuki você vê rodando por aí com mais de 20 ou 30 anos de uso?

Você pode não gostar da Harley, mas é uma moto que você compra, roda a vida inteira, e acaba ficando pro seu filho porque o motor ainda está bom….

Outro ponto importante, ao comprar uma Harley você imediatamente faz um grupo enorme de amigos, pois com uma Harley você é bem recebido em qualquer lugar (aonde você chega alguém vem conversar com você sobre a moto), você faz parte de um grupo (HOG) que existe no mundo inteiro…enfim, se você quer companhia para rodar compre uma Harley, já se gostar de rodar sozinho compre outra….

OBS.: Todo ícone popular, como a Harley e os Lakers nos EUA, o Flamengo e o Corinthias no Brasil, tem adoradoers e odiadores…normalmente no caso da Harley quem odeia é porque não tem condições de comprar uma…

Só para completar, não tenho nada contra a Suzuki (já tive uma custom genérica da Suzuki, assim como tive motos da Honda e da Yamaha) e acho excelentes a Hayabusa e a V-Strom…mas no quesito Custom, não dá para comparar Harley com nenhuma japonesa….quer outro indício, veja quantas peças existem para customizar uma japonesa e compare com o existente para Harley….tem mais que para todas as marcas japonesas juntas…

Prezados:

As mais variadas opiniões – e até brincadeiras – são muitíssimo bem-vindas aqui no blog, mas mantenhamos a educação. Carlos, me perdoe a intromissão, mas editei teu comentário para retirar os palavrões. Espero que me compreendas.

Abraços e boas estradas a todos!

Estou comprando uma boulevard 1500 nova(089) por 34,500,00 , sei que o modelo vai mudar ,já perguntei a varias pessoas sobre a moto e só tem elogios, mais tenho duvidas sobre a desvalorização após a chegada da nova.
obrigado
paulo cesar
brasilia-df

Paulo, eu também só ouço elogios dos proprietários sobre a Buleva C1500. Não acredito que haja uma grande desvalorização (ainda mais que o modelo M1500 é controverso: há quem goste e quem odeie) e mesmo que isso eventualmente aconteça, estarás com uma bela máquina na garagem.

Abraço!

boa noite , uma boa noticia , comprei a boulevard 1500 preta 0km emplacada e com sissy bar por 34.500,00 , estou muito contente, vou pega-la dentro de 15 dias corridos.abraço em todos paulo cesar (brasília_df)

Grande notícia, Paulo! Boas estradas com a nova parceira.

Abraço!

Caros,

A BLV M1500 e a BLV C1500 são motos diferentes, M=Muscle C=classic

São públicos diferentes e não seria inteligente descontinuar o modelo C1500.

Quanto aos comentários do amigo PHD só tenho a lamentar, taí o motivo de tantos odiarem a HD e suas motos congeladas no tempo.

Motos HD só servem pra ficar na garagem “customizando” entenda concertando, pois vc compra uma moto ruim e tem que gastar o dobro pra deixar ela “boa”.

Antes que alguém pergunte, já tive HD e sei o que estou falando, realmente é moto pra toda a vida, pois você não consegue vender pra ninguém! Hoje sou muito feliz com uma custom japonesa, refrigerada a água, com injeção eletrônica e confiável para fazer longas viagens.

Quanto a fazer amizades e outras coisas mais, isso você faz com qualquer moto, até parado no semáforo!

Matos, eu concordo que eventualmente um comentário deste ou daquele – independente da marca da moto que possua – possa parecer agressivo, mas nada justifica o uso de palavrões.

Para o verdadeiro motoqueiro (ou motociclista, como queiram), estar sobre duas rodas é mais importante que o emblema grudado no tanque e rótulos não existem: somos uma irmandade. Todos. Tudo se resolve com alguns quilômetros de estrada e ao redor de uma mesa de bar.

Obviamente não estou dizendo que não há, em nosso meio, quem mereça ser repreendido ou não tenha entendido o espírito da coisa… Claro que há. Mas deixemos estes de lado e em pouco tempo vão procurar outro para incomodar.

Abraços a todos!

Como gosto mais das clássicas, esse tal balde é, no mínimo, horroroso. E aquela traseira – meio V Rod, meio Mirage… esquisito.
Por mim a Suzuki manteria o atual desing da C 1500 e incorporaria rodas raiadas… já pensou? Ficaria uma legítima custom (com cardã…).

abraço a todos.

Marcelo:

Por isso eu sempre digo que as fábricas deveriam trazer mais modelos para o Brasil (ou pelos menos disponibilizar acessórios), pois há espaço para todos – já que os gostos são variados. Eu gostei do balde e das rodas; a traseira talvez merecesse alguma modificação (e acessórios disponíveis resolveriam isso), mas no geral me agrada o visual da M1500.

Grande abraço!

Boa noite, depois de esperar alguns dias chegou a boulevard , uma moto fantástica, segura e agil
estou muito satisfeito, alguem tem a plataforma traseira alongada , estou enteressado em comprar.
abraço em todos
paulo-df

Que bela notícia, Paulo: boas estradas com a nova parceira.

Abraço!

Boa moto,grand fort e potent más por um outro lado pesa d+e gasta tb,tive uma LC~não tem autonomia e nas serras longas com garupa frita as pastilhas,e´uma pena!

amigos.. do blog..

saudações…

atualmente tenho uma boulevard m 800 08/09 ( moto fantastica ).. estou satisfeitíssimo com o desempenho da moto, me surpreendeu tanto que estou já pensando em trocar pela boulevard c 1500 a qual achei muito mais bonita do que a m 1500 ( questão de gosto )..

NÃO VEJO A HORA.

abraço a todos

Zéca:
Obrigado pelas informações.

Ricardo:
Boa sorte na troca.

Abraços!

Olá Ricardo teles ,tenho um boulevard 1500 ( só elogios) e tive a oportunidade de ver a m 1500 ontem na granja do tordo aqui em brasilia e concordo com sua opinião.
paulo escolar

Se realmente essa substituição se confirmar, Paulo, é provável que a versão que tens seja valorizada em função da procura, já que tenho ouvido várias pessoas dizerem que preferem o modelo anterior – o que também pode fazer com que a fábrica mantenha em produção as duas ou até volte atrás.

Grande abraço!

Boa tarde, fique bastante impressionado com a discursão sobre as Custom: HD, Boulevard C1500, M1500. Colegas, gosto não se discute. Atualmente tenho uma Custom Classica e vou comprar a Boulevard m1500, que é um conjunto de tudo, o que vale é vc. estar em cima de duas rodas pegando uma boa estrada.

Abraços!!!!!!!!!!!

Boa noite Alberto, realmente o importante e esta em cima de duas roda e felizzzzzzzzzzzzzzz.
abraçoss

Paulo Cesar :
Olá Ricardo teles ,tenho um boulevard 1500 ( só elogios) e tive a oportunidade de ver a m 1500 ontem na granja do tordo aqui em brasilia e concordo com sua opinião.
paulo escolar

é isso ai amigão….

não tem comparação… a c 1500 é muito mais bonita.

abraço…. e curta bastante a sua moto

Resumiste tudo, Paulo: gosto ninguém discute, mas todos concordam que moto na estrada, seja qual for a marca ou o modelo, é o que há de melhor.

Abraços!

Boulevard C1500, linda moto, excelente desempenho, imponente, faço com a minha 20km/l., afinal, custom é para curtir a viagem (por isso que faço 20km por litro). Tive uma H.750, mas…igual a essa, não tem comparação amigos. Imagine vc numa poltrona de plumas, a maciez, a estabilidade,o ponto de equilibrio, o desempenho, não tem comparação.
Garanto a todos, quem adquirir uma BUBU C1500 não se arrepende, garanto.
Abraços a todos.

Obrigado pelas informações, Mauro!

Grande abraço!

Prezados,

Acho que tenho pedigree pra falar da Harley (KKKK), afinal meu nome foi sugestão de avô americano que é filho de um dos primeiros trabalhadores da antiga Ford, em Detroit e lá no pátio da montadora viu funcionar com seus próprios olhos a primeira HD no início do século XX.
Li atentamente todos os comentários e tenho que dizer o seguinte: A Harley é a maior grife de moto do mundo; a mais amada, a mais resistente, só nunca será a melhor pra pilotar.
Todas as Harley, a exceção das V-ROD, que ai sim, são genéricas, todas as demais vibram. E é chato pilotar grandes distâncias com vibração.
A C1500 da boulevard e em segundo lugar a VTX 1800 da Honda são os expoentes em matéria de custom de grande porte para pilotar.São macias, tem o torque ideal e carregam o estigma de ser Suzuki (muita gente ainda acha que não duram muito, é uma inverdade é só ter dono).
Não gostei muito dessa M1500. É uma mistura de midnight ROD com a 1700 star da Yamaha, mas o desenho não me agrada muito.
Um abraço a todos, bons negócios e parabéns pelo site.

Obrigado pelas informações, Harley. Só a título de complemento: eu possuo uma Fat Boy e ela não vibra nem na marcha lenta (motor TC96B). Já tive duas Shadows 600 e a única diferença é que a Shadow apresenta uma vibração incômoda acima de 130 km/h.

Abraço!

Galera, boa noite!
Se procuram por uma moto custom com excelente custo beneficio, comprem uma Boulevard c1500. Posso garantir que vão gostar e muito.
Tenho uma 2009, branco perola com cinza, e a poucos dias realizei uma customização que ficou um show. ( pincas cromadas, nova pintura nas rodas e discos, escapamento cromado “cromo azul”). A moto ficará em exposição no evento do moto clube CAVEIRAS DO JAPI – 12º aniversário, dias 08, 09 e 12 de outubro. (local – pq. da Uva, cidade jundiai). Evento imperdivel, vale a pena conferir. site.www.caveirasdojapi.com.br

a todos um grande abraço.

Truckão – Caveiras do Japi.

Galera.
Retificando, o 12º aniversário dos Caveiras do Japi acontecerá dias 8,9 e 10 de outubro.

conto com a presença de todos.

forte abraço.

Truckão.

Esse também é o retorno que tenho dos amigos que possuem a C1500, Wagner: é uma moto excelente. Vamos ver como se comporta o mercado com a chegada da M1500… Se a rejeição ao balde no farol se confirmar, talvez haja uma valorização das C1500.

Grande abraço!

Ja tive todos os estilos de motos desde a famosa cinquentinha e sempre curti muito moto, ja levei grandes tombos, sou da epoca que nao se usava capacete é mole,rsrsrsrsrsrsrs mas felismente estou aqui hoje fazendo este comentario principalmente porque papai do ceu ainda nao quiz que eu fosse andar de moto com ele e por isso atualmente eu tenho uma C1500, e garanto a todos, que dizem pode ser até generica e mesmo assim é uma excelente Custon e quanto a desvalorizaçao garanto que o prazer de pilotar uma maquina destas sobresai a este pensamento, porem acho que ela nao perde mui o valor nao e aqui em minha região nao tem uma boa procura. Com certesa eu recomente de camarote que quizer investir numa bruta destas.
abraços a todos

Eu também sou desse tempo, Leonardo – e apesar de ter reclamado muito na época da adoção obrigatória do capacete, hoje não conseguiria andar sem. Obrigado pelas informações sobre a C1500.

Abraço!

Olá Senhores motociclistas

Tenho uma c 1500 e apesar de me encontar satisfeitíssimo com a mesma, me rendí ao designe da m1500, já pus a minha à venda e vou adquirir o baldesinho 2011.
abraços

paz de cristo, turma que adora motos tenho uma c 1500 com 500 km e nervosa ja dei 180 que presão, a nova 2011 acabou com as custom ficou mais esporte, achei feia naum compraria.acho que naum vai decolar. abraço.

É essa uma das principais belezas do motociclismo, Gilberto e Marcelo: a diversidade. Se todos gostássemos de uma coisa só, seria de uma chatice imensa. Com nossas preferências diversas, fazemos de cada encontro uma festa espetacular.

Abraços!

Prezados,

Ao que parece, a M1500 já está levando pau, pelo menos aqui na região.
Ela pode até ser boa, mas tem o mesmo estigma da Shadow 750. Desagrada a maioria de cara, pelo design.
Não tem identidade, não sabe se quer ser custom ou híbrida (um pouco de custom/sport/touring).. e se não é custom, tem outras bem melhores na categoria.
Assim sendo, viva a C1500, que é uma custom de verdade, tem um custo benefício excelente e tomara que não tirem ela de linha.
Abraço a todos.

Harley, não vou entrar no mérito da beleza (ou da falta dela) dessa ou daquela motocicleta, mas a FEANBRAVE aponta a Honda Shadow 750 como a segunda colocada em emplacamentos no primeiro semestre de 2010 entre as customs acima de 500 cc (com 639 unidades: só perde para a Yamaha Midnight Star com 653). Em 2009, 2008 e 2007 a Shadow 750 fechou o ano em primeiro lugar, com respectivamente 1.414, 2.508 e 2506 unidades emplacadas.

Se a M1500 desagradar assim, tenho certeza que a Suzuki vai comemorar.

Grande abraço!

Prezado Pirex,

Meu comentário sobre a Shadow pode não estar adequado se consideramos os números que você levantou, ok.
O que ocorre é que brasileiro gosta de comprar Honda. Pela sua rede de concessionárias, nome, etc.
A Shadow vende muito, ok, mas gostaria de saber se ela bate a Boulevard M800, por exemplo, nos comparativos.
Eu apenas quis comentar sobre um sentimento que não é só meu de que o design da Shadow é pelo menos, polêmico.
Mas gosto é gosto. Um gostam dos olhos, outros da remela.
Fazer o que né?
Mas respeito sua opinião que além de entender mais do que eu, tem os dados estatísticos bem completos sobre as motos.
Na minha opinião, ela é feia de doer. E a M1500, com aquele balde, idem.
Abraço.

.

Harley, meu comentário é complementar ao teu: as linhas da Shadow 750 também não me atraem, mas é inegável que uma grande parcela dos motociclistas se agrada delas. E também é verdade que o brasileiro gosta de comprar Honda – mérito da empresa que construiu uma marca sólida no Brasil – e a prova disso são os 3/4 do mercado que ela detém.

De meu gosto, entre as que citaste, eu escolheria (pensando exclusivamente na beleza) em primeiro lugar a M1500, em seguida a M800 e depois a Shadow 750. E para complicar mais ainda a análise, eu possuo uma Harley-Davidson Fat Boy, o que deveria me fazer pender para o lado das motos com linhas mais sóbrias, linha de cintura baixa, etc – mas não é o que acontece. Vá entender.

Abraço!

É verdade, meu caro.
Agora, quanto à sua opção pela Fat Boy, entre todas as Harley ela é a preferida. A mais vendida do mundo.
Agora, de fato, muitas vezes experimentamos os vários estilos até acharmos o mais adequado ao nosso perfil.
Atualmente estou com duas motos com estilos completamente diferentes: Uma BMW K1200 RS, que é Sport Touring e uma Boulevard M800. Sou aficcionado das motos custom, por isso endossei tudo o que disseram sobre a C1500 nos diversos comnetários, mas ao mesmo tempo curto sair de vez em quando com a BMW e dar umas aceleradas mais ousadas.
Com o diria um filósofo motociclista contemporâneo que adaptou uma máxima sobre a vida: A vida começa aos 40, mas começa a ficar boa mesmo quando chegamos aos 200.
Um abraço.

Harley, a R1200GS era a concorrente da Fat na última troca: estou satisfeito com a moto, mas sabe como é… A curiosidade sempre fica. Mais adiante vou repensar a questão. Ter as duas acho improvável: a patroa me mataria.

Abraço!

Olá…
Tenho mais de 50 e com certeza rejuvenesci mais de 10 quando comecei a viajar de motos, portanto me sinto com 40 e poucos…rsrsrs…Tive uma Drag, Schadow, m800, vtx 1800, fz6 S, UMA srad 750 e, agora comprei uma M1500, viram ? tava ficando jovem e voltei pra ser mais velho, dizem meus amigos…rsrsrs.
Sabe qual a melhor moto que existe ? Vc tem razão Piréx….. é a NOSSAAAAA. A tua pra vc, a dele pra ele e, assim sucessivamente, Quando se olha pra ela, quando a pilota com um sensação inigualável de LIBERDADE e prazer, nada é melhor que isto.
Andei pouco mais de 100km com a M1500 e pra quem saiu de uma esportiva, imagine….estranha e as conclusões, se puder, trarei pro blog, já adiantando, que a achei mui bela…
Abraços,

E acima de tudo, José Carlos, motociclismo é sinônimo de energias positivas: cada um na sua frequência (supersport, custom, naked, etc), mas todos afinados com o que há de melhor no esporte. Moto é só alegria e mesmo os eventuais problemas são tirados de letra (muitas e muitas vezes com a ajuda dos meus companheiros das duas rodas).

Ficaríamos – eu e os demais curiosos sobre a M1500 – felizes se pudesses compartilhar tuas conclusões. As portas do blog estão abertas.

Grande abraço!

@Paulo Cesar
Bom dia Paulo Cesar! Tudo bem?
Eu acho que posso te ajudar. Se você poder me passar o seu telefone de contato no e-mail: lovelife527@yahoo.com.br.
Ficarei no aguardo. Abraços. Deone

Aos 48 anos eu nunca havia possuído uma moto. Em março comprei uma srad 750 e há 10 dias, … uma M1500. Cara sentei na moto às 09:30 de uma manhã de sábado para sair da loja, parei 3 km depois para encher o tamque e parei novamente há 305 km para novamente encher o tanque. Andei em velocidade de cruzeiro a 120 km/h em média por 305 km e consumi 17 litros de gasolina. Não sou especialista gente mas tenho de dizer: que moto gostosa!!! Boas nas curvas mesmo em alta velocidade, as vezes que precisei frear bruscamente ela não desalinhou e parou rapidamente. Mesmo para mim um verdadeiro amador em motos, ela não deu trabalho algum. Gostei tanto que em 7 dias percorri 920 km dentro da cidade e já fui obrigado e fazer minha primeira revisão. Na cidade é ótima de 2ª e 3ª marchas. Apaixonei mesmo gente!! Boa noite!!

Bom, como eu disse antes, sou amador em se tratando de motos, mas vou dizer o que observei nesta M1500. Na cidade desenvolve muito bem e de forma confiável de 2ª e 3ª marchas até velocidades de 60 a 80 km/h. Não piloto a mais de 70 km/h na cidade, então não utilizo as outras marchas. Na estrada vai maravilhosamente de 5ª marcha mantendo velocidades de 100 a 120 km/h. E se você for realizar uma ultrapassagem basta abrir o acelerador sem reduzir para 4ª marcha que ela vai ter uma desempenho muito bom. Entretanto se você reduzir a 4ª e acelerar … meu amigo é melhor estar com o tronco inclinado sobre a tanque e bem seguro ao guidom, ou você vai cair de costas. Adorei sua estabilidade nas curvas, mesmo em velocidade muito elevada. Ela nem balança. Na verdade só observei que a distância entre a 2ª e a 1ª, quando se reduz para baixo as marchas, parece muito grande. Se a velocidade não estiver bem adequada ela vai arrastar o pneu mesmo, vai gritar o pneu no asfalto, e se a redução for feita em curva ela vai sair de traseira. De 1ª para a 2ª não se observa está distância entre as marchas mas no sentido contrário ela é flagrante. Achei leve no trânsito com boa ciclística. Fatiar os obstáculos não é difícil não. Observei que esquenta pouco tambêm, pelo menos não cozinha as pernas da gente. Na estrada e a uma média de 120 km/h ela fez 18 km/litro mas na cidade e da forma como eu ando, consumiu bem mais. Na verdade eu gostei da moto, fiquei muito satisfeito com ela. Só preciso saber se minha namorada vai gostar tambêm. Um abraço para todos.

Muito obrigado pelas informações, Fernando: eu também não sou especialista e um dos principais objetivos do blog é justamente compartilhar experiências entre usuários, já que (na maioria dos casos) quem procura informações sobre uma motocicleta tem mais interesse em ler o que um proprietário escreveu.

A questão do travamento da roda traseira, se entendi bem tua explicação, é normal nesse tipo de moto e esse comportamento só pode ser resolvido com uma embreagem anti-blocante, equipamento que equipa algumas supersport. Eu já passei por isso várias vezes e ainda na semana passada, numa reduzida para entrar em uma rua, senti a roda traseira travada e quicando.

Forte abraço!

Olá, hoje passei em uma loja da suzuki e me encantei com a M1500. Ao ficar na posição de pilotagem percebi o quanto ela passa de sensação de prazer em manuseá-la.
Tive um pequeno problema, tenho 1,70m de altura e achei que minhas pernas e braços ficaram demasiados esticados. Perguntei se i rise tinha ajuste, mas parece que não tem, além disso as pedaleiras são bastante avançadas.
Fiquei muitdo bem impressionado, o pneu trazeiro é verdadeiramente muscle!.
Quem puder compre que fará uma excelente escolha.
Um abraço

Alexandre, em se tratando de customs, a altura do piloto não deveria ser um impeditivo – já que o assento e o centro de gravidade baixos facilitam a condução dessas motos. Quanto aos risers e às pedaleiras, mesmo que o fabricante não ofereça alternativas sempre é possível produzir essas peças a um custo aceitável.

Grande abraço!

Bom, agora fiquei na dúvida!
Estava a comprar uma GSX-R1000, só que vi essa M1500 e me apaixonei… Será que alguém pode mim tirar essa dúvida?

Qual a melhor em cidade e viagem?
Qual corre mais?
Qual tem mais vantagens? Quais?

Obrigado e espero que me ajudem nessas dúvidas!

Joelson, acho complicado comparar uma GSX-R com uma Boulevard… São muito diferentes, tanto na condução quanto no visual. Eu não acredito que a M1500 seja ruim no trânsito urbano (uso uma Fat Boy todos os dias sem problemas) e a estrada é o habitat natural dela. O melhor mesmo é que experimentes ambas para ver qual se adapta melhor ao teu perfil.

Abraço!

Prezados amigos, especialmente ao Joelson acima.

Sou um motociclista relativamente experiente (22 anos de motociclismo), ja tive diversas motos e posso ajuda-lo Joelson.
Vamos lá… até novembro de 2010 estava andando com uma CBR 1000 Fireblade – Honda (uma super esportiva). Andei com essa maravilhosa máquina cerca de 25.000 Km… fantástica, perfeita, TOP BIKE… mas é moto para se viajar sozinho, curtir o equipamento. Portanto amigo, se você tem esta intenção ficará bem satisfeito com uma super esportiva, desde é claro que tome alguns cuidados com a pilotagem.
Bem… a um mês casei… então resolvi trocar de estilo… primeiro porque a super esportiva não daria o conforto necessário para a patroa viajar comigo. Mas pensei… oque fazer agora… preciso de um equipamento que me de emoção e conforto… Então tive a imensa felicidade de comprar essa NAVE – Boulevard M1500 – SHOW… estou maravilhado com essa máquina… Potente, imponente, excelente ciclistica. Ponto negativo: PESADA, portanto tem que cuidar onde para e especialmente o equilibrio… mas no resto é perfeita.
Amigos… para um motociclista que saiu de uma perfeição como um CBR 1000 Fireblade (2009), entrar em uma Boulevard M1500 (2011) e fazer um comentário desses… acho que ja traduz bem oque quero dizer…!
Abraços a todos e ótimas curvas.

Boa noite pessoal. Estou decidido a comprar uma moto estilo custom, todavia, paira em mim uma grande dúvida sobre qual moto devo comprar. Na verdade simpatizo demais com a Fat Boy, fantástica, tem estilo e é muito imponente, contudo, depois que andei algumas centenas de metros numa fat boy de um amigo meu, fiquei impressionado com o quanto ela esquenta, tanto os componentes do motor como os dois escapamentos, nossa, como esquenta. Disseram-me que todas as motos acima de 1000 cc são assim mesmo. A M1500 esquenta muito também. E a Midnitht? E a Shedow? Independente desse problema de esquentar, diga-me, por favor, qual dessas motos é a mais indicada? Qual dessas motos reúne mais vantagens em termos de pilotagem, consumo, esquentamento, estabilidade, durabilidade, manutenção e reposição de peças?
Desde já obrigado.

Leandro:
Obrigado pelas informações sobre a M1500. Vindo de um proprietário (e com uma experiência anterior tão diferente da atual), é um embasamento fundamentado para os que estão analisando a possibilidade de adquirir uma.

Junior:
Eu tenho uma Fat Boy e a utilizo todos os dias no trânsito de uma capital (além das viagens – quando a patroa deixa -, claro) e não vejo o calor que ela emana como um problemão; antes dela eu tinha uma CB1300SF que também era uma usina de calor, então é uma questão de custo/benefício. Eu acho importante analisar racionalmente a aquisição de uma moto, mas quando o olho bate e o coração acelera, já era… A gente encara sem nem querer saber o quanto ela bebe ou quanto custa o seguro. Sobre a Fat (http://www.pirex.blog.br/tag/fat-boy/) e a Shadow 600 (http://www.pirex.blog.br/honda-vt600c-shadow/) podes encontrar várias informações aqui no blog, já que possuí ambas; quando um amigo comprou uma Midnight, eu fui ver de perto e as informações estão em http://www.pirex.blog.br/yamaha-xvs-950-midnight-star/ (e fiz o mesmo quando outro comprou uma Shadow 750: http://www.pirex.blog.br/honda-shadow-750/).

Abraços!

Adquiri recetemente uma M 1500 e nem pequei ainda esta chegando da fábrica pequei na promoção da suzuki com um ano de seguro incluso.
Quando vi a moto o coração bateu forte , mas já tinha encomendado a M 800 , mas passei em uma outra loja de um conhecido meu q sempre andou de moto e lá estava ele com uma M 1500 e questionado sobre a moto não tive dúvidas, liguei para a concessionário e troquei pela M 1500.
Não vejo a hora de pegar a maquina.

@Junior
Bom dia, estava no mesmo dilema seu, primeiro estava na midnight, pois um amigo meu adquiriu uma, mas mudei para M 800 , mas quando vi a M 1500 o coração bateu mais forte e comprei uma M 1500. A moto é sensacional !!!

Geraldo, se puderes, compartilhe conosco tuas impressões sobre a M1500 quando pegares a monstra. Certamente será muito útil para os futuros proprietários.

Grande abraço!

Boa noite Piréx. Parabéns pelo espaço de debate. Hoje fui até a concessionária Suzuki aqui em BH-MG, e conheci as 2 versões da Boulevard. A princípio apaixonei com a M800 preta e laranja, design perfeito, e que pneus, hein!?… Em seguida conheci a M1500, e achei a preta mais bonita que a vinho, mas a carenagem do farol é muito estranha. Leva vantagem no freio traseiro a disco. Será que tem como adaptar o farol da M800 nela? Estou realmente em du’vida entre as duas, considerando que a diferenca de preco nao e’ tao grande. Saudacoes.

Roberto, eu vi essa preta e laranja no Salão Duas Rodas aqui em Porto Alegre em abril de 2010 e também gostei muito dela (a preta e branca aparece no artigo http://www.pirex.blog.br/11-salao-de-motos-de-porto-alegre-17042010/). Eu não saberia te dizer sobre a adaptação do farol, mas acredito que o melhor que podes fazer é experimentar ambas para, além da beleza, avaliar a combinação entre o teu biotipo e a máquina.

Abraço!

Eu tenho uma Boulevard C1500 com a qual tenho me divertido muito pelas estradas brasileiras. Mas como já escreveram aqui, esta é a minha maquina e para mim é a melhor. Pensei até em trocá-la pela M1500, mas sou fã do estilo clássico, e a M está bem mais esportiva, mas não posso negar que é linda, no entanto, aquele farol, com aquela carenagem é uma anomalia. Penso que ficaria bem melhor com o mesmo farol da velha C1500. Um abraço a todos.

Eduardo, no último final de semana eu vi uma M1500 no Moto Morango (http://www.pirex.blog.br/primeiro-moto-morango-02042011/) e continuo gostando do visual do trem dianteiro; minha única observação estética é quanto ao banco do garupa, que por ter bastante espuma (provavelmente para dar um mínimo de conforto ao garupa) foge das linhas da traseira… Mas não é nada que desabone a beleza da M e com a capa do banco ela fica espetacular.

Forte abraço!

Ta certo Piréx, a moto é linda mesmo. O fato é que eu, nos meus 52 anos, sou um saudosista e me prendo às concepções clássicas, por isso o apego à minha C1500 com seu farolzão. Mas o que vale mesmo é moto na estrada. No próximo dia 20 de Abril, viajo para Diamantina-MG, e de lá sigo para o encontro em Curvelo no dia 28, vai comigo um amigo estreando sua M1500 na estrada, vou pedir que ele escreva aqui, suas impressões sobre a moto.

Eduardo, concordo com vc e acho que não tem tanto a ver com a idade. Prefiro as clássicas. O farol da M1500 destoou de todo o conjunto. O comentário mais engraçado que vi é que parece um balde furado no fundo… rsrsrs.
Piréx, como é a capa do banco do garupa? É tipo o monoposto de fibra da Hayabusa?
Bom, ontem estive na concessionária da Harley, e analisei a Dyna Super Glide: são 1600cc com potência de 72 HP, bem clássica, acabamento impecável, bem confortãvel, mas achei um pouco pequena para mim (tenho 1m e 86cm e peso 98kg). O melhor de tudo é o preço: R$ 34.900,00, quase R$ 6.000,00 mais barata que a M1500. Qual a opinião de vcs? Obrigado a todos e desculpem por abusar do espaço. Abraços.

Roberto, a Dyna é uma excelente moto, anda bem mas tem a suspensão um pouco dura para o meu gosto e, por isso, não é uma moto boa para levar garupa….

Se você quiser um pouco mais de conforto, a linha softail é melhor….só que mais cara, com a De Luxe começando em R$ 43.900,00…

Um lado bom de ter uma Harley é que você vai conhecer um grupo muito grande de admiradores da marca, e onde quer que você vá será bem recebido e terá alguém para conversar com você sobre ela….

Outro ponto bom em ter uma Harley é que ela sofre pouca desvalorização…

Enfim, se você tiver vários amigos com Boulevard, Midnight, Shadow, etc….escolha a que te atrair mais, tenho certeza que qualquer uma delas te dará prazer….se você não tiver amigos com custom e que gostem de passear (não dá para acompanhar speed de custom), escolha uma Harley que você sempre terá bastante companhia para os passeios (para mim o maior valor agregado de uma Harley)…., basta frequentar o HOG ou outros grupos (PHD, Forum HD, etc.)…

Oi PHD Kastrup. Obrigado pelas dicas.
Gostei deste valor agregado das HD.
Como faço para acessar o HOG, PHD ou Forum PHD? Abraço.

O mito Harley atrai mesmo todos os olhares e é uma porta aberta para se fazer novas amizades. Mas fico um pouco com o pé atraz em relação a estes grupos que se congregam em torno de uma única marca, fica meio pedante, e alguns discriminam mesmo, isto acaba se distanciando do verdadeiro sentido do motociclismo.

Roberto, HOG significa Harley Owners Group, e você é cadastrado automaticamente quando compra uma Harley…..pergunte na revenda sobre o HOG que eles devem te dar maiores informações (toda revenda é obrigada a patrocinar um)….

PHD significa Propritário de Harley Davidson, e foi criado em Santa Catarina porque lá não tinha revenda HD e, portanto não tinha HOG, e hoje tem uma abrangência por toda a America Latina….como você não tem Harley você pode se cadastrar como APHD (amigos de proprietários de HD) http://www.phd-br.com

O Fórum HD começou como um espaço de discussão técnica, e hoje promove encontros semanais e passeios em vários locais…. http://www.forumhd.com.br/

Enfim, se quiser se enturmar existem várias oportunidades….

Eduardo:
Eu gosto de ambas – e gosto tanto do farolzão que tenho uma moto assim. Seria ótimo se teu amigo pudesse fazer a gentileza de compartilhar conosco as impressões sobre a M. É bom saber dos proprietários o que acham das suas máquinas. E concordo com teu ponto sobre o distanciamento do que entendo como motociclismo, mas isso acontece em qualquer segmento – custom, supersport, bigtrail, etc -, o que me faz concluir que alguns poucos motociclistas é que são pedantes e transferem isso para essa ou aquela marca ou tipo de moto.

Roberto:
Isso, uma capa como a da Hayabusa. Como a M tem um visual esportivo, achei que combinou bastante. Eu acho a família Dyna excelente, mas concordo com o Kastrup: tenho mais ou menos o teu biotipo e encaixo bem na minha softail. Experimente uma para ter certeza. Vale a pena.

Abraços!

PHD Kastrup:

Obrigado pelas dicas, vou acessar e me informar mais. Achei bem interessante a rede que envolve as HD, com seus proprietários e admiradores.

Piréx:

Na concessionária Suzuki o pessoal não conhece a capa monoposto para a M1500. É importada?
A sua softail é qual modelo?

Abraços a todos e obrigado pelas informações.

Roberto, a capa é a que aparece no material de divulgação da própria Suzuki, mas eu não saberia te dizer se está disponível nas concessionárias ou apenas via importação (perguntei a um concessionário agora e posto aqui a resposta em seguida). Minha softail é uma Fat Boy: http://www.pirex.blog.br/harley-davidson-flstf-fat-boy/.

Abraço!

Eduardo, acho que o próprio Piréx resumiu o que eu acho: Existem pessoas pedantes e prepotentes em todos os segmentos da sociedade…..e quando alguns deles se juntam a visibilidade é grande…..

Como você pode ver nos meus posts sobre HOG, PHD, Forum HD, somente com relação às Harleys existem vários grupos….logo se você não se identificar com um vai acabar se identificando com outro…..

No grupo que mais frequento (PHD Freguesia) temos frequentadores que não tem Harley, mas que gostam da marca, são gente boa e são muito bem recebidos….aparece gente de Drag, de BMW, já convidei um amigo que comprou Boulevard, etc….o importante é amizade…a diferença que eu vejo na Harley, além de andar com um “mito”, é que facilita você entrar nesses grupos….

Roberto, resposta da @norepmotos sobre a capa do garupa da M1500:

Opa, Cássio… Não [existe para venda] oficialmente, mas algumas concessionárias de SP já importaram algumas unidades e estão vendendo. A Suzuki vai trazer esse item oficialmente, deve ficar entre 550 e 650 reais. Abraços!

Curiosidade: entre as imagens do KillBoy (fotógrafo que trabalha no Tail of the Dragon) dessa semana, está uma M90 – ou M1500 para os países que utilizam centímetros e não polegadas – azul e outra vermelha. Vejam lá:

http://killboy.blogspot.com/2011/04/smoove.html
http://killboy.blogspot.com/2011/04/pew-pew.html

Abraços!

Aos 20 anos tirei a carteira de motociclista. Ia para a faculdade com uma yamaha TDR 180 do meu irmão. Mas, ele vendeu a moto e nunca mais andei em uma. Hoje, aos 42, comprei uma Suzuki M1500 preta. A moto é fantástica, o piloto, nem tanto. Ainda tenho medo de usá-la e estou indo bem devagar. Mas, uma coisa é certa, onde passo todos olham para essa máquina bela e potente.

Parabéns pela aquisição, Ricardo: tenho certeza que ela te trará muitas alegrias. Quando quiseres compartilhar tuas impressões sobre ela, o espaço está aberto.

Grande abraço e boas estradas com a nova companheira!

@Piréx
Obrigado. Assim que tiver novidades, compartilharei com vocês.
Abraços e bom final de semana

Pirex, e a todos os que estão participando do Blog, Eu tenho 31 anos 1,96m e 125 quilos, e meu grande problema era um custo-beneficio que eu não ficasse tão pequeno em cima de uma moto, entrei em uma loja da Suzuki e por curiosidade sentei na M1500, não funcionei a moto, somente sentei. Comprei a moto e estou esperando chegar, acredito que dentro dos próximos 10 dias, tenho lido todos os comentários em relação a moto, e pelo que percebo são proprietários satisfeitos com essa maquina. Já li tanto sobre a moto que se hoje eu fosse vendedor da Suzuki, teria muita facilidade para vende-la. Gosto muito de lê os comentários aqui e foi fato determinante para comprar a moto sem ao menos escultar o barulho do motor. Continuem com os comentários e obrigado!!! Uma pergunta somente, li que a mesma toca a pedaleira nas curvas com facilidade, é verídico?

Bruno, tocar as pedaleiras nas curvas mais fechadas é uma característica (e não um defeito) de todas as customs que já pilotei; não é nada que atrapalhe, mas é preciso estar atento principalmente naquelas (como a H-D Fat Boy) que possuem plataformas ou pedaleiras fixas.

Parabéns pela aquisição e boas estradas com a M!

Comprei hoje a M1500. Na hora fiquei na dúvida entre ela e a Harley Night Rod Special que tem o preço sugerido de 47.800,00. A M1500 está muito parecida com a Night Rod. Dúvida cruel. Já vi que a M1500 tem mais de 2kgf a mais de torque.

Abc

Saudações
Tenho sessenta e doze anos. Acabei de trocar a minha Marauder 800, ano 2000, por uma Boulevar M1500. Paixão à primeira vista. Montei numa, pela primeira, em Dallas, há três anos. Era uma 1800cc. Custava US$ 12 mil, emplacada e com seguro pago, pronta para sair rodando da loja. Um ano depois chegou por aqui a C1500, mas não gostei. Esperei pacientemente pela M. Agora estou montado numa devoradora de asfalto. Nota 10 sem restrições, com balde e tudo.
Abraço
Sergio

Parabéns pela aquisição, Daniel: boas estradas com ela.

Sergio, é motivador ver alguém com a tua experiência encarando novos desafios. Te desejo o melhor na companhia da M. Que venham muitos quilômetros de boas estradas e muitos anos mais pela frente.

Abraços!

Alguém sabe de alguém que venda aquele monoposto que colocamos no lugar do banco traseiro da M1500 por menos de 500 reais?

Abc

Eu tenho uma Hayabusa 2007, e estou querendo trocar por uma Boulevard M1500. Todos estão falando que vou estranhar bastante. tenho 45 anos, e tenho moto desde os 16 anos de idade. Gostaria de saber se alguem ja fez essa troca, e o que achou.

Abraços.

Julio

Julio, eu nunca fiz essa troca, mas já tive motos de todos os tipos e ouvi todos os comentários possíveis e imagináveis sempre que mudava de estilo: o mais seguro, sem sombra de dúvidas, é experimentar a M1500 para que possas tirar tuas próprias conclusões. Opiniões de terceiros sempre podem e devem ser levadas em consideração, mas nada como avaliar pessoalmente.

Forte abraço!

@Julio Cesar

Julio, eu também comecei a pilotar motos na adolescência, vou fazer 43 anos e já tive motos desde 125 (CG), Trail (Yamaha e Honda), Custom (Suzuki e Harley) e atualmente uma Touring (Harley)…..mas nunca tive uma esportiva (nunca me interessei por uma)….

Certamente são motos com propostas totalmente diferentes….uma esportiva preza pela velocidade, uma custom é uma moto feita para curtir, fazer passeios….não espere andar com uma custom a 170, 200 por hora como é comum em grupos de esportivas…..se esse é o seu caso você realmente vai estranhar…..

O conselho do Piréx foi bastante sensato, somente você vai poder chegar à sua conclusão….se tiver algum amigo que tenha uma tente pegar emprestado num sábado e saia para dar um passeio…..

Olá Pirex, concordo com todos comentários positivos da M1500, esta motocicleta realmente é linda, porem ouço comentários negativos de que tanto a C1500 como a M1500, apresentam problemas no estator, eles queimam e aí você fica na mão. Até onde isto é fato, acontece mesmo?

Rogerio, alguns conhecidos meus que possuem a C1500 tiveram esse problema, mas isso não acontece em todas as unidades: há uma discussão interessante sobre esse assunto lá no Boulevard Owners Group Forum (http://forum.boulevardonline.net/index.php?topic=2244.0), onde o pessoal aponta também as possíveis soluções (importar um kit dos EUA ou adquirir o do Getullio da Dakota Motos: http://www.dakotamotos.com.br/loja/retificadores.htm) e a relação com um problema semelhante na M1500 (que não parece ser o mesmo caso do estator ou retificador/regulador).

Eu já passei duas vezes por esse tipo de problema crônico (bomba de combustível na Honda Shadow 600 e rolamentos das rodas da Harley-Davidson Fat Boy) e sei o quanto isso é irritante – e perigoso, já que pode nos deixar empenhados no meio do nada. Apesar disso, nos dois casos eu procurei a solução e segui adiante, já que estava enamorado pelos dois modelos (e motociclismo é paixão, como todos vocês sabem tanto quanto eu) e não cogitei vendê-las; analisando as respostas do pessoal do BOG, me pareceu o mesmo: precisamos reclamar e disseminar o conhecimento sobre o problema, mas ao mesmo tempo resolvê-lo para que nossa companheira de estradas fique 100%.

Grande abraço!

@Piréx

Peguei a moto ontem e já mandei o monoposto nela. Ficou MARAVILHOSA, linda demais!!!! Ontem fui no encontro de terça-feira no autódromo nela já.

Eu sempre tive racing (RF 900, TL 1000S, GSXF750 e GSX-R 750W) agora como queria uma custom esportiva não tive dúvida sobre a M1500. Muito forte, um trator, confortável e estilo fenomenal.

Eu também quero. Mande-me as dicas para transformar a minha em monoposto, também.

Abraço
Sergio

Daniel, se e quanto puderes, me envie uma (ou mais) fotos da M como o monoposto para eu publicar aqui: certamente outros (como o Sergio e eu) ficaram interessados em ver o resultado.

Abraço e parabéns pela M!

@Sergio
Sérgio,

Eu achei vários vendedores no mercado livre, mas comprei nesta loja de São Paulo. Sou de Brasília. Liguei lá pra confirmar se era original suzuki, paguei 540 reais, chegou na minha casa em dois dias

Segue os dados da loja. Fale com a Mara.
( matriz (11) 2292-7400 Filial (11) 2681-6688
Ê http://www.redfoxmotos.com.br

Piréx :
Daniel, se e quanto puderes, me envie uma (ou mais) fotos da M como o monoposto para eu publicar aqui: certamente outros (como o Sergio e eu) ficaram interessados em ver o resultado.
Abraço e parabéns pela M!

Coloquei num site, curtem aê:

http://www.katrixupload.com/imagens/DSC00435,-90652.html

Daniel, repetindo o que eu disse outro dia, essa moto é 10 e com o monoposto fica sensacional. Parabéns novamente pela M: está lindaça.

Abraço!

Ontem fizemos um passeio de mais ou menos 250 km todos carregando sua mulher na garupa. Achei a moto excelente, muito forte, retomadas animais, mandei 200 km/h algumas vezes, mas o vento nos peito é foda, rs….

Adorei a moto, sensacional, dirigibilidade fenomenal, simplesmente uma máquina e tanto.

Eu que sempre tive racing, agora com essa custom muscle estou adorando. Bom demais!

Abraço.

Ontem, saí de Campinas e fui almoçar no restaurante Castelo, perto de São Carlos.
Concordo plenamente com as opiniões de vocês, mas estou com dificuldade para me adaptar ao câmbio da minha moto. Continuo “barbeirando” nas trocas de 1ª para 2ª. A minha 2ª marcha parece 3ª. Dá a impressão que o cardam bate pedindo motor mais cheio. Estou apanhando principalmente no trânsito urbano.
Abraços
Sergio

Sergio :
Ontem, saí de Campinas e fui almoçar no restaurante Castelo, perto de São Carlos.
Concordo plenamente com as opiniões de vocês, mas estou com dificuldade para me adaptar ao câmbio da minha moto. Continuo “barbeirando” nas trocas de 1ª para 2ª. A minha 2ª marcha parece 3ª. Dá a impressão que o cardam bate pedindo motor mais cheio. Estou apanhando principalmente no trânsito urbano.
Abraços
Sergio

A troca de marcha da 1 para a 2 sempre faz aquele barulho da engrenagem arranhando um pouco. Eu acho que isso é normal, ou não? Alguém sabe dizer? Vou perguntar para o mecânico da Suzuki aqui em Brasília

Piréx :
Daniel, repetindo o que eu disse outro dia, essa moto é 10 e com o monoposto fica sensacional. Parabéns novamente pela M: está lindaça.
Abraço!

Valeu!

Mais uma M (essa uma 109) clicada pelo KillBoy essa semana:

http://3.bp.blogspot.com/-tPTkCT1rJkY/TgCUBJNIuiI/AAAAAAAAqa4/tFl1_LMFh6o/s1600/img_8864.jpg

Abraços!

Pessoal, a NOREP Motos me informou que a Suzuki confirmou a chegada da capa do banco do garupa da M1500 e o preço praticado será de aproximadamente R$ 580.

Abraços!

Piréx :
Pessoal, a NOREP Motos me informou que a Suzuki confirmou a chegada da capa do banco do garupa da M1500 e o preço praticado será de aproximadamente R$ 580.
Abraços!

Comprei o meu aqui:

http://www.redfoxmotos.com.br/produtos.asp?produto=1262

Obrigado pela informação, Daniel. Abraço!

Gostaria de saber se há algum problema sério com a M 1500, tenho vontade de comprar uma, mas tenho visto muitas colocadas a venda com quilometragem baixissima. Será que tem alguma coisa errada com ela?

Eu penso que o problema sério com a M 1500 é o balde que encobre o farol, quero dizer, o balde é apenas um dos problemas, o fato é que a moto e feia demais. Sairam de uma clássica perfeita como a C1500, para uma moto Franskstein que pensa ser custom mais não é, e tenta ser esportiva mais não consegue. Uma anomalia.

Eduardo,

O ‘M’ da Boulevard M1500 é de Muscle, nome que define as custom esportivas como a Night Rod e V Rod da Harley Davidson. As clássicas como a C1500 é outro estilo. Por isso não tem como comparar uma coisa com a outra.

Já tive uma V-Rod e a M1500 não perde em nada pra elas exceto de arrancada um pouco, de resto é uma moto linda por fora e por dentro, e de mais torque que as Harley citadas.

Gostaria de passar meus comentários sobre a M 1500: com o estilo muscle e seu impresionante
torque “motor” a suzuki conseguiu com um toque sutil de engenharia em um motor já conhecido. Esta moto virou uma estradeira com tocada de big trial no quesito “motor” é claro, a ciclistica tbém
foi aprimorada e assim as curvas ficaram mais faceis de tangenciar. grato

Eduardo, eu concordo com o Daniel: são abordagens diferentes, então compará-las é injusto. Ambas, C e M, me agradam, cada uma em seu segmento (a título de curiosidade, continuo gostando do “balde” – mas gosto é gosto).

Obrigado por compartilhar tuas impressões conosco, Marco.

Abraços!

Pessoal, troquei o escape da minha há algum tempo.

Segue uma foto. Ficou show.

http://www.pirex.blog.br/wp-content/uploads/danielcsa.jpg

Ele é baseado no escape que a Vance and Hines faz para a Harley Davidson

http://www.vanceandhines.com/store/dyna/fullsystems/46013

Valeu pela foto, Daniel: o escape realmente ficou show.

Abraço!

Eu comprei no ano passado (setembro) e postei aqui uma primeira impressão. Já tive custons anteriormente e sai de uma SRAD 750 para a Boulevard M 1500. Agora depois de quase dez mil km, posso dizer que a M 1500 é fantástica na ciclistíca, em pilotagem, conforto, curvas, torque e estilo M (muscle).
Como não havia gostado mesmo do balde (e contiuo achando muito feio), pois, troquei – retirei-o e troquei o farol, uma adaptação que a deixou ainda mais “M” e, uma outra modificação que entendi necessária, foi amentar a altura do guidão (cerca de 4cm), que me deixaram (talvez devido a minha estatura) mais confortável para pilotá-la. Ahhh….. o escape esportivo….lógico…..sem barulho não dá!!!!

José Carlos, se quiseres compartilhar o resultado da modificação, me envie uma ou mais fotos (para o email webmaster arroba pirex ponto blog ponto br) e disponibilizo aqui.

Abraço!

Piréx… vou providenciar algumas fotos e lhe envio sim…
Abraços

Olá, pessoal!!
Sou de Goiânia e recentemente adquiri uma M 1500 e concordo com alguns comentarios sobre a moto, que ela tem motor e que é uma verdadeira muscle e quem tem espirito de esportiva etc…
Entretanto, a moto essa moto tem um grave defeito do eixo cardã que faz barulho em excesso e me incomoda muito. Desde a primeira revisão, to tentando fazer com que o problema seja solucionado, mas so sabem me dar informaçoes erradas e chegaram a afirmar “isso n é defeito”.
Ora, pra mim, isso é um pessimo defeito e se eu tivesse expermentado a moto antes de comprar, não teria comprado, com o perdão palavra “essa porcaria”.
Ja passei e-mail pra JToledo, ja pedi pelo amor de Deus para a concessionária e, agora, por fim, recorri à justiça pra ver se eles engolem ela pra trás. Ou seja, to infeliz e essa moto é uma M…….

Rafael, eu nunca havia ouvido alguém reclamar do ruído do cardã… Talvez seja algo que a concessionária possa resolver. Na minha opinião, fizeste o certo: entraste em contato com o representante no Brasil. Espero que o desfecho seja positivo.

Abraço!

Rafael, acabei de comprar uma 11/11 Okm porque como citado acima “gosto é gosto” rsrs e eu gosto do balde dela sim! bom para mim o que fez, também, eu decidir entre uma HD vroad e esta moto foi beleza associada ao custo/benefício porém ao ler sua postagem me chamou a atenção porque a minha moto (100 km) quando a embreagem não está apertada ela faz uma batida esquisita um toc,toc,toc é este barulho que você se refere?

abraços

DS

A mim o balde também agrada, Daniel… Mas entendo todos os pontos de vista: gosto é gosto. Será que esse ruído é o da campana da embreagem?

Abraço!

ola amigos proprietarios de bulevard 1500m, concordo com o amigo rafael sobre o barulho de cardam a minha pareçe que vai quebar, ja reclamei na revizao,mas eles negam o defeito, o meu medo e quando acabar a garantia,quem vai pagar nosso prejuizo. abraço a todo humberto fpolis sc.

Humberto, não seria o caso de levar a um mecânico da tua confiança para que ele avalie? Talvez a opinião de um profissional possa embasar tua reclamação junto à concessionária.

Abraço e boa sorte!

bom dia jose carlos gostaria tambem de ver as fotos da sua moto.

POIS SIM A MOTO É MUITO CONFORTÁVEL, TENHO UMA DESDE OUTUBRO DE 2010, E POSSO DIZER QUE O CARDA FAZ MESMO BARULHO….RS…A MINHA ESTÁ COM 7.800KMS A ACOSTUMEI COM ESTE BARULHO, MAIS ESTÁ TUDO BEM…RS….ELA ANDA BEM, E NÃO ME DEIXOU NA MÃO EM RELAÇÃO AO BALDE TAMBEM ACHO BONITO….MAIS A HD ESTÁ ME ESPERANDO….A J.TOLEDO JÁ ERA, A SUSUKI ESTÁ NA HORA DE SAIR DE CIMA DO MURO E ENTRAR DE SOLA EM BRASIL, COM TODAS ESTÃO VINDO. UMA HORA A TETA DA VACA SECA. E ACREDITO QUE ESTÁ NA HORA DA SUSUKI COM CERTEZA DESBRAVAR O BRASIL EM DUAS RODAS E NAS QUATRO RODAS.
ASSIM CREIO QUE NÓIS AQUI EM BRASIL TEREMOS O CUSTO BENEFICIO DA SUSUKI, MAIS ON LINE….COMO EXEMPLO, ALGUNS MODELOS QUE JÁ RODAM NA EUROPA E AQUI, SÓ QUANDO ACABAR ESTOQUES ….RS….MAIS A SUSUKI TAMBEM APROVEITA PARA QUEIMAR PONTA DE ESTOQUE EM UM PREÇO ABSURDO…POSTADO PELO REPRESENTANTE….EU NÃO PRETENDO MAIS COMPRAR SUSUKI….A HD….JÁ ESTÁ EM BRASIL….E OFERECENDO ON LINE LANÇAMENTOS MUNDIAIS…..A UM PRECO COMPORTADO PELA FÁBRICA…COM MUITO MAIS TECNOLOGIA EALIADA A TRADIÇÃO E HISTORIA….COM TODO RESPEITO. SOU CONSUMIDOR E ESTE É APENAS UM DESABAFO….RS….O DINHEIRO É MAL, MAIS QUANDO TEMOS ELE COLOCAMOS NA MARCA QUE NOS OFERECE ATUAL TECNOLOGIA…..(EX: FREIOS ABS)….RS

RS>>>>>>>>>>>> A MARCA É SUZUKI…..COM ZZZZZ…..ÓTIMA EMPREZA….

Prezados senhores,

Estou pesquisando para a compra da M1500, li varios comentarios e o que mais me preocupa e em pagar 45 mil verificar que fui enganado, esse pressentimento é justo?
pergunto a voces proprietarios com mais experiencias, pois sera a minha primeira moto deste porte e nao quero arrepender da compra.

Aguardo comentarios.

Outra observação,

senhores vejo nos sites de anuncios de venda, que as motos anunciadas estão com baixissima quilometragem, da um pouco de desconfiança na aquisição desta moto.
Alguns de voces reportaram do barulho no cardã, isso pode ser rolamentos com folgas, mas para isso acontecer o equipamento deve ter tido algum problema de montagem ou ptojeto.
Nao é possivem isso em equipamento novo.

Não tenho o que reclamar. É uma excelente moto.

Hoje se fosse trocar teria que ser pela VROD Muscle 2012. E olhe lá…

Daniel,

Fico satisfeito com seus comentarios, a HD Vrod realmente e linda mas cara, fico somente preocupado em investir uma grana boa e depois ter decepção.

Mas ainda continuo com a ideia de aquisiçao dela.

Pessoal aguardo mais comentarios e sugestoes.

Atenciosamente.

Marcão

Adquiri a 1500 M , trocando pela minha excelente 800 M realmente uma grande moto tenho 30 anos sobre 2 rodasorem tive alguns problemas e continuo com algumas duvidas , na romeira semana de uso queimou o regulador de voltagem e fiquei literalmente a pe . A Consecionaria colocou após 1 semana outro regulador de voltagem provisório e enviou o meu para a fabrica ‘ já se foram 2 semanas e ainda nada e a moto esta andando poren no trânsito esta exame ta do mt na minha opinião a vê fuinha não para de Ser acionada , questiono e comum na 1500 m aquecer tanto assim ou este regulador provisório não esta a contento , no trânsito a troca de marchas entre 1 e 2 torna difícil a marcha ideal , porém na estrada e indiscutível o conforto e a grande potência do motor estou satisfeito por um lado e preoculpado por outro e água dando o regulador de voltagem da fabrica

Caro Leonard

Eu também tive problemas elétricos com a minha M 1500. Um tal de retificador chegou a derreter com o calor ou com falta de refrigeração. Já fiquei na estrada três vezes. Quanto ao porra do cardam… ou pinhão… ou coroa… ou a caixa de câmbio inteira… sei lá. Em trânsito urbano não dá pra aguentar. Parece que a motocicleta está desmontando. Recomendo que você passe a sua maravilhosa “power cruiser” da Suzuki pra frente e compre uma V ROD da Harley. É o que estou pensando fazer.
Abraço
Sergio

Prezados, o comentário do Marcão resume o que penso: é preciso, de todas as maneiras, evitar uma decepção com o objeto que deveria ser uma fonte de prazer.

Como qualquer motociclista, eu me desapontei algumas vezes com as motos que possuí e, atualmente, procuro fazer um test-ride antes de me decidir pela compra, principalmente por que o que alguns classificam como defeito eu interpreto como característica (e vice-versa).

Tomemos o câmbio da Harley-Davidson Fat Boy por exemplo: quando engatei a marcha pela primeira vez, tomei um susto – mas, com o passar do tempo, percebi que era uma característica que não indicava problema (agora ou no futuro). Outro exemplo é o aquecimento no trânsito urbano, normal para um motor que, como do da M1500, é uma usina. Isso obviamente não quer dizer que tudo é característica: se vocês estão enfrentando problemas com as M1500, é mais do que justo que acionem a garantia para que recebam o produto pelo qual pagaram, sem defeitos.

Eu já passei por isso com motos de marcas variadas – Honda, BMW, Harley-Davidson – e fiz o possível para que os problemas fossem solucionados: nunca encontrei uma à prova de defeitos e o que podemos fazer é escolher bem E exigir nossos direitos.

Abraços!

A minha é 2010/2011 e nunca me deu problema algum.

Estou vendendo, alguém se habilita?

Motivo: Preciso de grana. Só isso porque a moto é excelente!

Alô José Carlos

” …uma outra modificação que entendi necessária, foi amentar a altura do guidão (cerca de 4cm), que me deixaram (talvez devido a minha estatura) mais confortável para pilotá-la.”

Estou muito interessado nessa modificação. Por favor mande-me as dicas para que eu também possa realiza-la.

Abraço
Sergio

Olá, pessoal,
Tb comprei uma M 1500 e confesso q tb to decepcionado, pois o cardã bate demais e a moto, por isso, deixa de ser uma custom gostosa de dirigir, até concordo que em alta rotação a moto responde e não bate, mas se eu estivesse interessado em uma moto pra andar na alta, comprava uma CBR ou coisa parecida, quem compra custom, quer andar de boa e n adianta reclamar, a Suziki finge q a moto n tem nda e que é ela é assim mesmo. Pasmem!!!!
Mas é assim mesmo, o meu caso ja tá no “pau” (justiça) e se alguém estiver insatisfeito e quiser se juntar a mim, to no aguaro. Não quero e maoto mais, quero meu dinheiro de volta!!!!

Meus caros, tenho uma boulevard m 1500. Comprei fazem 3 meses e meio, ano 2011, com 3.820 km. Está agora com 11.200 km. Rodando perfeitamente sem qualquer defeito. Moto maravlhosa. Recomendo.

Piréx, por gentileza me tire essa dúvida, oque é “campana da embreagem e porque ela produz esse toc toc tc “??? Abraços

Leandro, não sou um especialista em mecânica, mas até onde sei a campana é a peça que transmite a força do motor para as engrenagens do câmbio: com o tempo e o consequente desgaste, ela vibra e faz um ruído característico que muda quando a embreagem é acionada (e a campana afastada das engrenagens). Na maioria dos casos esse ruído é quase imperceptível e, mesmo quando ele ocorre, raramente causa algum tipo de problema – exceto a longo prazo, claro, quando a campana precisa ser substituída.

Abraço!

Boa Tarde pessoal,estou com uma duvida cruel, tenho uma M1500 2011.
Estou comprando os baus laterais givi de um parceiro, e gostaria de saber se alguém
poderia me dizer se os suportes laterais da C1500 da certo na M1500.
Ou eu vou ter que procurar para a M1500 mesmo. Caso tenha que ser da M1500
por favor me ajudem com site de lojas que tenham,pois aqui em curitiba esta difícil.
grande abraço

Olá pessoal.
Estava com o negócio praticamente fechado em uma midnight star xvs 950 e na última hora resolvi optar pela M1500. Agora estou vendo estes comentários sobre barulho no cardan. Espero não me arrepender do negócio, pois a moto chega na semana que vem (entre 19 e 24/11/2012). Será que escolhi mau?

Alguem aí, me dê uma força!!!!

Caro Maurício

No que diz respeito a barulho no cardan, você se ferrou. Em trânsito urbano, em 1ª e 2ª marchas, é insuportável.

Sergio

Maurílio, essa questão do ruído é muito pessoal: assim como o Sergio apontou o ruído em 1ª e 2ª marchas, outros (um amigo comprou uma há cerca de 2 meses) não percebem. De qualquer forma, depois que receberes a moto, volte aqui e deixe tuas observações sobre o ruído – ou a falta dele – no cardã.

Abraços!

piréx, por gentileza tire uma duvida , tenho uma m1500r estou querendo trocar o pneu trazeiro 200 pelo 210 , será que ela perde a ciclistica nas curva com esse pneu mais largo. obrigado

Não troque os pneus traseiros. Conserve os originais.

Sergio

Hoje 8 meses após a compra da m 1500 e já com 10.000 km , posso dizer que estou mt satisfeito com a máquina , mt fatores que considerei problemas como cambio etc , realmente se revelaram como normal para a moto e outra categoria . Não e uma 125 . Meu único problema foi o regulador de voltagem que foi devidamente substituído pela fabrica através da Celio motos com exelente serviço de assistência . E uma moto linda com motor fantástico . Para motorciclistas experientes . Não deve nada a família das HD . Alias sempre fui mais as japonesas …….

Leonard -Friburgo – RJ

Oilson:
Eu concordo com o Sergio. Mesmo quando for necessário, substitua os pneus originais por outros idênticos, de mesma medida e aplicação, uma vez que a moto toda foi pensada para eles. Em um passado recente, tive uma experiência ruim ao substituir o pneu traseiro de uma H-D Fat Boy por outro de medidas semelhantes (por necessidade, já que não conseguia encontrar um idêntico ao original).

Leonard:
Obrigado por compartilhar tua experiência.

Abraços!

O Leonard tem razão. A M1500 não é uma TT 125, nem uma DT 180, nem uma XR 200R, nem uma XL 250, nem uma CB 400, nem uma CB 450, nem uma Teneré 600, nem uma Vulcan 750, nem uma Marauder 800. Ela é uma moto pra gente experiente, de verdade,

Sergio

E verdade Sergio , após meus 32 anos sob duas rotas passei por quase todas estas motos mencionadas , e como elas evoluiram nestes anos . Hoje com a bulevard m 1500 podemos dizer que e moto para motorciclistas com experiecia pois e uma usina de forca espero que as próximas venham com abs e o que falta .

Abraços
Leonard Eyer – friburgo

Apaixonei de novo!!!!!
Ontém (21/11/12) peguei a minha na concessionária as 18:00 hs. Andei apenas 7 km até a minha casa.
Usina de força é a palavra certa para descrever esta máquina. Eu estava preocupado, pois não tive a aportunidade de andar e tão pouco visualiza-la pessoalmente antes da compra. Ela é tudo que voces comentaram e um pouco mais. O visual está acima do que eu esperava, só falta agora sobrar um tempinho para acelera-la.
Abraços a todos.

Caros proprietários de M1500

Você está com o saco cheio da sua moto em trânsito urbano? Seu cardam está fazendo muito barulho? Já está pensando em entrar na justiça contra o porcaria do J. Toledo? Calma! Seus problemas acabaram. Mande instalar nela um Gipro e seja feliz para sempre.

Abraço
Sergio

Caro Sérgio,

Até ja entrei na justiça pra devolver o meu balde, mas em que consiste esse gripo? Funciona mesmo? Onde compro e quanto custa?
Até gosto dessa moto, mas esse barulho no cardã, pra mim, inutiliza a moto e se isso fincionar mesmo, será a minha redenção.

Abraço!

Caro Rafael Sebba

Consulte no endereço

http://forum.boulevardonline.net/index.php?topic=10408.0

Abraço
Sergio

Caro Rafael Sebba

Consulte mais esse endereço

http://www.bestriders.com.br/2011/05/23/gipro-watre-%E2%80%93-sabe-o-que-e-isso/

Abraço
Sergio

Olá Sérgio. Tudo bem?
Por favor me explique o que vem a ser este Gipro, onde compra e quem instala, pois acabei de receber a minha M1500 e não entendo nada.
Caso queira me ligar, pode ser a cobrar (34) 9971-4082
Abraços.
Maurílio

Caro Maurilio

Procure informações nos seguintes endereços:

http://forum.boulevardonline.net/index.php?topic=10408.0
http://www.bestriders.com.br/gipro-watre-sabe-o-que-e-isso/

Abraço
Sergio

Acabei de instalar o GIpro na minha moto. Foi facílimo. O Marcio, chefe da oficina da Suzuki da Av. Brasil, aqui em Campinas, não gastou nem 15 minutos, memso tendo de remover o tanque de combustível. Minha primeira impressão foi muito boa. Acho que resolve 90% do problema. O marcador digital de marcha, que vem junto, se mostrou essencial. Parece bobagem, mas não é. Com ele estou tocando a moto muito melhor, trocando as marchas com mais precisão. Agora estou medindo o consumo. Quem tiver mais alguma informação técnica, por favor me coloque a par.

Sergio

Obrigado por compartilhar tua experiência conosco, Sergio.

Grande abraço!

Sábado, no trecho Campinas, Indaiatuba, Salto (Estrada do Romeiro), Cabreúva, Jundiaí, Campinas (176 km), a minha moto consumiu exatamente 10 litros, andando sempre acima de 120 km/h em pistas duplas.

Abraço
Sergio

Recomendo a Estrada do Romeiro (Barueri, Pirapora do Bom Jesus, Cabreúva, Salto) para um passeio. Asfalto margeando o rio Tietê, infelizmente ainda poluído, cercada de Mata Atlântica.

Tenho uma m.1500 é a minha primeira moto grande,fui fazer um rolé de 200 km,com os amigos ai um tem uma HD-VROD night,ai rodei com ela 70 km a impreção que tive é de sentar numa titan,ela é boa de torque tbm com 125 cv, freio trazeiro + duro, achei um pouco + macia,em conforto achei a m-1500 melhor ,coloquei pneu 240e rodão na m-1500 ai ficou show,quando saimos junto todos e paramos a m-1500 chama muito + atenção por ser mais imponente,ai vejo a diferença uma moto 58k chamou menos atenção do que a minha m-1500 que paguei 30k, ai esta grande diferença, agora pra melhora o requisito de ficar + macia vou so mecher no banco,e já abri tbm o amortecedor que tbm já melhorou, ai é so alegria super satisfeito com a BULE….. pra quem curte estilo + muscle recomendo…

Obrigado pelas informações, Sergio e Jair.

Abraços!

Hoje 1 ano rodando diariamente com a Bulervard 1500 m nas estradas e no trânsito digo com meus 32 anos de motorciclismo que a 1500 m esta aprovada 0 motor e realmente maguinifico com propulsor de ponta , exelente estabilidade nas curvas , quanto ao desiner nen se fala teve entre todas as cunstons da categoria a maior nota ‘e Linda ! pneus já troquei com menos de 1 ano e as pastilhas de freio tb ‘ porém itens de segurança não se poupa , concluindo a moto e boa demais , e volto a afirmar sou mais as japonesas que as americanas com todo respeito …..

Abraços Leonard. friburgo -RJ

Obrigado pelas informações, Leonard.

Grande abraço!

Como escrevi quando adquiri minha M 1500, realmente agora após 14 mil km posso dar um parecer mais claro, à vista inclusive de outras motocicletas que tive (Drag STar, Boulevard M800, Honda VTX 1800, FZ6, Srad 750). Fiz as modificações que havia dito, escape, retirei o “balde” e coloquei um farol com moldura da Honda 300 (que não gostei e já encomendei o farol da nova sem balde), pintei as rodas de preta, eliminei a rabeta e piscas originais, retirei os adesivos (o que faz com as perguntas não param…qual moto é?). O único problema é realmente entre a 1a. e 2a. marcha o barulho do cardan, que é suportável e pode ser evitado trabalhando a embreagem, mas também me interessei pelo tal do Gipro e vou encomendar. Quanto ao guidão, com o aumento de cerca de 3/4cm (calço para aumetar a altura) melhorou muito a dirigibilidade para minha altura (1,75m), conforto e curvas mais acentuadas. No mais quanto as demais motos, principalmente as V-Road não há comparativo, senão o maior conforto, dirigibildade e dinâmica em estrada e no transito (a minha não esquenta), quesitos nos quais a M1500 leva nítida vantagem. No mais é uma questão de gosto mesmo. Queria postar as fotos, mas não consegui (me passe uma dica). Abraços.

Caro José Carlos

Coloquei o Gipro na minha M1500 com sucesso. Resolveu 90% do problema do cardan.
Esto muito interessado no tal calço para o guidão. Por favor informe onde você achou pra comprar e se precisou mexer na fiação e cabos.
Abraço
Sergio

Em tempo: o marcador de marcha que acompanha o Gipro é ótimo. Ajuda muito.

Caro Sergio:

O mecânico da Suzuki aqui em Foz que teve a idéia e mandou fazer duas peças (calços) que vão em cima da mesa parafusados nesta e no original (garfos que sustentam o guidão), aumentando a altura e acompanhando o desenho dos dois suportes. Não deu para ser mais de 3/4cm (o ideal para mim seria entre 6/7 cm) exatamente por causa dos cabos. Se me passar um email tiro fotos e lhe envio, pois nao sei se consegui ser claro.

Obrigado pela dica do Gipro, já estou encomendando apesar de que, esse barulho do cardan consigo eliminar com a dosagem certa aceleração/marcha e ou trabalhando com a embreagem.

Sergio,
ET. Obrigado e Abraços.

Caro José Carlos
Não perca tempo gastando a sua embreagem e preocupando-se com o acelerador. O Gipro desconfigura eletronicamente as regulagens de motor exigidas pelas normas brasileiras deixando-o em condições ideais. Embora ele ofereça 4 opções, só uma se adéqua à M 1500. Leia a bula e seja feliz.

Abraço
Sergio

Obrigado por compartilharem as experiências de vocês aqui, José Carlos e Sergio. Se vocês assim desejarem, encaminhem as imagens para webmaster@pirex.blog.br e adiciono aqui nos comentários.

Abraços!

Caros amigos,
De fato, não sei o que acontece pois quando vejo alguém elogiando a M-1500 fico realmente impressionado. Comprei uma em 2011 e tive péssimas experiências, em primeiro, com relação a banda de música dentro do diferencial, em segundo, com relação a suspensão de curso muito pequena que transforma a moto em um verdadeiro “trator”. A moto e péssima de curva já que encosta as pedaleiras muito facilmente, e para terminar, a completa ausência de pôs venda já que, pelo menos no meu caso, fui mal atendido e por um bando de picaretas mal informados. Enfim, da impressão de que todos falam de outra moto.
E claro que falando isso eu terminei desagradando alguém, mas digo a minha impressão e a democracia e bonita justamente por isso.
Abraço a todos!!!!

Rafael, minha opinião é que as pessoas têm percepções diferentes por sorte/azar (já possuí motos que quebraram muito – mas só a minha) e por adaptação ou não (em função do biotipo, do uso, etc). Seja como for, estás coberto de razão quando dizes que aqui, guardados os devidos limites do respeito, podemos manifestar nossas opiniões livremente: ser democrático é um pressuposto básico do Diário de Bordo.

Grande abraço!

Como só compro motos japonesas, em solidariedade aos nipônicos, vítimas de bombas atômicas, terremotos e tsunamis, não estou nem aí com o Rafael. Minha próxima moto vai ser uma Suzuki Boulevard 1800 cc, com 300 cc mais problemas do que a moto dele.
Banzai!
Sergio

Caro Sérgio, não podemos esquecer que tambem as Hondas e Yamahas são também niponicas e nem por isso possuem fama tão ruin. Se vc quer ser solidário, acho louvavel, mas não se prejudique.
Até acho a M 1500 uma moto bonita e com estilo, mas como ja disse a alguns amigos meus, comparo ela com uma mulher lindissima, com olhos azuis, belo corpo, pele maravilhosa, mas só o dono sabe que ela é ruin de cama, péssma mãe, não sabe cozinhar e infiel (nada contras as mulheres infieis), ou seja, é bonitinha, mas ordinária.
Abraço a todos!

Sérgio,
As Hondas e Yamahas também são do Sol Nascente, mas para ajudar alguém voce não precisa se prejudicar.
Até concordo que a M 1500 é mesmo uma moto bonita e com estilo, mas como ja disse a alguns amigos, ela pode ser comparada com um linda mulher, de grandes olhos azuis e corpo escultural, mas so o dono sabe que ela é ruin de cama, péssima mãe, não sabe cozinhar e é infiel (nada contras as mulheres lindas e infieis), ou seja, é bonitinha, mas “ordinária”.
Lembrem-se disso quando forem comprar uma.
A todos, um grande abraço!!!

Perdão a todos por publicar o mesmo comentário duas vezes.

Bom dia a maior virtude de uma motocicleta e seu motor neste quesito a 1500 m e excelente com ótimo propulsor moto ideal não existe a minha 1500 m não troco por outra !
Leonard

Caro Leonard

Não dê confiança para as opiniões do Rafael. Eu tô desconfiado de que ele é um agente “infiltrado” da Harley Davidson.

Abraço
Sergio

Essa foi boa

Sérgio,
Vc descobriu tudo!!!!!!!
Abraço!

Caro Paulo Cesar

Comecei a ficar desconfiado quando o Rafael, ao meter o pau na M1500, praticamente descreveu os defeitos da HD V-Rod. Suspensão dura, pedaleiras raspando nas curvas e péssima pós venda. Só faltou denunciar o problema ergonômico (distância entre eixos, ângulo das bengalas e pedaleiras muito avançadas) que em viagens longas provoca a maior dor nas costas. Se ele tivesse, mesmo, uma Boulevard (rsss…) poderia ter silenciado a tal banda de música, dentro do diferencial, mandando instalar um Gipro, recomendado pela Suzuki nos EUA.

Abraço
Sergio

Caro Sérgio,
N posso nem brincar mais?
Quer que te mande fotos da minha?
Impressionante, a suziki inventa uma peca lá nos states pra corrigir um defeito de um produto mal planejado, cobra por isso e vocês ainda batem palma. Tenha do!!!!
Só pra te lembrar um episodio que me ocorreu agora, a Honda, quando percebeu defeito nos motores das CBRs 1000, promoveu um recaal e mandou trocar TODOS, mesmo fora da garantia, mas bem ao contrario disso, a suziki lança essa “moto” com defeito, inventa a peca que “diz” corrigir o problema e vende para os “felizes proprietários”.
Paulo, para de defender esse povo!!!

Caro Rafael

A coisa é muito pior do que você imagina. O Gipro é fabricado na Hungria, “by order” da Suzuki. Resolve mas custa US$170. Meu filho, que mora nos EUA, comprou e me enviou. Mandei instalar e fiquei muito satisfeito (90%). Se dependermos do J. Toledo… estamos fu… Honda é outra coisa! Sábado retrasado, deixei a minha moto deitar bem em frente a HD de Campinas Foi um sucesso. Na semana seguinte mandei trocar o manete do freio. Me cobraram R$460,00. Saí de lá direto para o hospital mais próximo, para levar pontos no corte da “facada”. Para me consolar o funcionário da oficina me disse: Sorte do senhor que foi só quebrou o manete. Se fosse o para-lama dianteiro ia custar R$ 4.200,00.

Viva o Brasil!
Abraço
Sergio

Caro Sérgio,
Agora vc chegou onde estou. A grande diferença entre essas marcas que vc citou esta no RESPEITO ao consumidor, problemas com motos todos já tivemos ou teremos qualquer dia, mas o que me indignado e a falta de que a Suzuki trata seus consumidores e cabe a nos, meros usuários, demonstrar nossa indignação contra essa pratica insuportável em tempos globalizados.
Parar de sofrer com essas praticas, só depende de nos.
Prazer em te conhecer.
Abraço!

Prezado boa noite,

Há tempos acompanho este excelente blog que na minha opinião incentivou-me a comprar a minha moto! acredito que cada um de nós tem suas críticas e defesas em relação a nossa moto, porém ninguém coloca uma arma na nossa cabeça e obrigada a realizar a compra acredito que todos nós nos encantamos com a beleza e qualidade desta moto. Não podemos esquecer que ajustes sempre serão necessários e devemos usar este espaço para dar dicas e valorizar o bem que temos na mão.
Há aqueles que são fãs das HDs que não é a toa que são belíssimas máquinas e vendem que nem água com todos os defeitos que tem e quem sabe de verdade sobre motocicletas os conhecem e vc não vê nenhum proprietário da marca falando mal de suas máquinas.
Por fim, me desculpe a sinceridade mas a moto é linda, tem um puta motor, aonde passa arranca olhares da mulherada e dos “pagua paus” e coloca muitas “motonas” no chinela com um preço justo!!!
E pra quem não está feliz “bota” fogo ou contribua com o blog para que nossas máquinas sejam as melhores e que fazem para aqueles que o visitem comprar ou incentivar a compra!!! e que venha a M1500 2014 porque a minha é 2011 e não me vejo com outra moto além do mais, eu que tenho 1,95 de altura que numa HD pareço macaco de circo em cima de bicicleta.

Abraços a todos!!

MT bom sua retórica ! Estou com a minha 2011 a 1 ano tenho 32 anos em duas rodas o problema as vezes e o motociclista e o habituar com a moto e com as baixas velocidades 1 e 2 marchas mas isto e universal me acostumei e hoje ela faz parte do dia a dia no meio urbano e nas estradas, não vendo não troco

Olá pessoal.
Antes de falar da moto, temos que conhecer o motoqueiro.
Quem não estiver satisfeito com a M1500 provavelmente deve necessitar de uma reciclagem sobre pilotar motos. Ela é ótima em todas as circunstâncias.

Caro José Carlos

Não consegui mandar fazer os dois calços (3/4 cm) para aumentar a altura do guidão. Por favor, peça para o seu mecânico aí de Foz fazer dois pra mim. Mande-me um orçamento e o número da agência do banco e o número da sua conta corrente para que eu possa mandar a grana pra você, mais o valor do frete para você me enviar via Sedex.
Obrigado
Abraço
Sergio

Sergio, imagino que o José Carlos tenha copiado teus dados (os quais, por segurança, excluí do teu comentário). Se não copiaste, José Carlos, me avise e te encaminho por e-mail.

Abraços!

Sergio:
Estarei em Foz na sexta e já providencio.
Abs.

Prezados:

Há um par de dias o Sergio me encaminhou imagens da moto dele para compartilhar com vocês, demais interessados no assunto, aqui neste artigo. Imagino que tenhamos todos, proprietários e entusiastas, curiosidade em conhecer quais são as alterações que os outros porventura tenham feito em sua motos e por este motivo, caso achem a ideia interessante, vou receber imagens das motos de vocês (pelo e-mail webmaster@pirex.blog.br) para publicá-las em um artigo sobre a M1500. As fotos enviadas, naturalmente, precisam ser das suas motos e, uma vez enviadas, vocês autorizam a publicação delas aqui no Diário de Bordo.

Abraços!

qual o modelo do filtro de ar utilizado na 1500 m ano 2011 ? e quanto tempo para troca ?

Olá, fazia um Tempo que não me interava com o Site, e achei interessante o assunto sobre o
o calço de (3/4) para aumentar a altura do guidão, se puder me ajudar José Carlos fico muito grato.
Eu já vou em 13.500 kms com a Minha M1500, Peguei 0 , e estou satisfeito e apaixonado com minha
Negona…Show de Moto….É minha….risos.
Tem 36 anos que piloto…Tenho 2 Motos….e Tenho Paixão por esta …
Coloquei Bolha Original…dela para cortar o Vento e de Boa…Pista para Ela.
Aguardo a ajuda do Amigo em relação ao Calço….Pois se Puder me ajudar quero Comprar.
os Calços…
Fico no aguardo..
Miguel/Português.

Caro Sergio e Miguel,

Sergio não esqueci de vc, acontece q o mecanico (Misael) que providenciou o calço pra minha moto era da Suzuki e agora montou uma oficina própria e está em termino das instalações e
mudanças. Mas hj ainda estive com ele e, na quarta feira vou levar minha moto para trocar o pneu traseiro e ele vai tirar as medidas dos calços e cotar. Dai passo o email dele pra vcs e entram em contato direto.

Por falar em pneu, é de desanimar, os meus traseiros nao aguentam mais que 3 mil km, ainda bem q aqui no Paraguai é barato (+- 165, 00 U $)..rsrs..

Olá José Carlos,

Fico no aguardo, de Vossa Atenção e desde já fico grato…mais tem que ser calços até 3/4 para não ter a necessidade de trocar os cabos….
Em Relação aos Pneus….manda 1 tambem para cá….PAgo o Frete…KKKK
Miguel….Portuga.

Olá

Alguém que tem antipatia pelo “balde” tem alguma opinião sobre a Boulevard M1500R

OLÁ JAIRO,TENHO UMA M1500 SHOW DE MAQUINA, ANDEI COM ELA SÓ NO BALDE POR 1 ANO E MEIO , TENHO MINHA MAQUINA DESDE O LANÇAMENTO, PAGUEI O PAU E ACREDITEI NA MÁQUINA, POIS BEM JÁ SE VÃO 3 ANOS ESTOU COM AMINHA RODADOS EM 16.000KMS, É A MÁQUINA,
INSTALEI ANEXO O BALDE A BOLHA ORIGINAL, FUMÊ AMERICANO…QUE FOI IMPORTADO DE
LOS ANGELES…SHOW DE AERODINAMICA….COMPRE COM O BALDE E PROCURE COMPRAR A BOLHA.
COMPRE A FUMÊ, AQUI NO BRASIL EXISTE DISPONÍVEL , INTERIOR DE SÃO PAULO, ESTÃO FAZENDO TRANSPARENTE….EU NÃO SEI BEM OD , QUE CIDADE, MAIS UMA VEZ A MESES ATRAZ O VÍ NO MERCADO LIVRE, MAIS O IDEAL É COMPRAR O FUMÊ ORIGINAL…AMERICANO.
ABS

Eu tenho a M1500R que não tem o “balde” é uma proteção de farol cromada, mais discreta, você deve conhecer é claro, eu enviei o e-mail, porque percebi muitas pessoas estão caindo de páu em cima da boulevard por causa da estética, e queria ver comentários sobre a 1500 R. se caiu no gosto da galera, eu gosto dela, só que apareceu um problema, creio que é no retificador de voltagem, com 400km em 1ano e oito meses, está fora da garantia, andei pouco, se andar por duas horas, cai a amperagem para 11,50V e apaga, já fiquei duas vezes na rua, tive que retirar a bateria pegar um taxi, por para carregar, voltar para cuidar da bruta, esperar um tempo para carregar, e fazer toda a rotina novamente, aconteceu as dduas vezes à noite, agora estou a procura de um bom mecânico para fazer a troca do retificador. Aceito conselhos, pois é a primeira de alta cilindrada que tenho.

Obrigado

LEVAR NESTE CAZO NA AUTORIZADA…..ABACAXIS TODAS AS EMPREAS TEM…EU COM A MINHA SÓ TENHO UM PROBLEMA…..ENCHER OS CANECOS DELA E ESTRADA…A MÁQUINA É ÓTIMA…NÃO DEZANIME….LEVA NA AUTORIZADA…ABCS…E FELIZ NATAL.

Para você também, boas festas, e para toda a galera do Piréx
Abç.

AMIGOS….VAMOS CURTIR A ESTRADA PEGAR A MÁQUINA POR NA ESTRADA,OUVIR O MOTOR…CURTIR JUNTOS COM OS AMIGOS..ENFIM DEIXAMOS DE LADO SE A SUZUKI E ISSO OU AQUILO..SE A HD ..VALE MAIS…ENFIM VAMOS APROVEITAR A VIDA…RIO DE JANEIRO M1500 2012 PRETA RODA 240 NA PATA TRASEIRA.

Caros amigos

Se conseguir um preço razoável pela minha M1500 cc, em agosto compro uma 1800 cc .
Me aguardem!

Abraço
Sergio

Caros amigos

Recomendo que tomem um calmante antes de ver a M1800R.

http://suzucamp.com.br/boulevard-m1800r

Abraço
Sergio

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  • Twitter
  • flickr
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: