VertiGO, uma supersport elétrica


Formadas ao longo de milhares de anos, as reservas de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural) foram fortemente exploradas nos últimos dois séculos e, segundo alguns analistas, podem estar perto do fim: José Walter Bautista Vidal, ex-secretário de Tecnologia Industrial do Ministério da Indústria e do Comércio, escreveu que os Estados Unidos (consumidores de 25% da energia disponível no mundo) possuíam uma reserva de 190 bilhões de barris de petróleo e restam hoje menos de 20 bilhões, suficientes para pouco mais de três anos de consumo.

Obter energia renovável vem sendo – seja por razões financeiras, ecológicas ou ambas – o objetivo de muitas empresas ao redor do mundo: o sol, o vento, os rios e a matéria orgânica, só para citar alguns exemplos, vêm sendo explorados e utilizados com sucesso na indústria automobilística. No segmento de motocicletas, já existem no mercado algumas alternativas para quem deseja se deslocar sem agredir o meio ambiente; a maior parte delas, entretanto, comunga da falta de esportividade de suas linhas – mas isso pode mudar.

Apresentada no último dia 3 na Delft University of Technology como projeto de graduação (“Design of an eletrical powered super-sport motorcycle”) de seu criador, Maarten Timmer, a VertiGO é uma motocicleta elétrica que impressiona tanto pelo aspecto arrojado quanto pelos componentes utilizados na sua construção. A julgar pela discussões que está gerando na Internet, a VertiGO vai causar furor por onde quer que seu proprietário rode.

Mais informações:

Moto Supersport elétrica - Maarten Timmer - Foto 1

Moto Supersport elétrica - Maarten Timmer - Foto 2

Moto Supersport elétrica - Maarten Timmer - Foto 3

Moto Supersport elétrica - Maarten Timmer - Foto 4

[Fotos: divulgação]

3 Comentários

[…] julho deste ano escrevi um artigo chamado VertiGO, uma supersport elétrica onde, com imagens gentilmente cedidas pelo próprio Maarten Timmer, seu criador, falei brevemente […]

É com estas energias alternativas e suas aplicações práticas que vamos sobreviver sem recorrer a combustíveis fósseis como o petróleo ou o carvão. É de louvar estas iniciativas um pouco por todo o mundo. Agora o que se tem de melhorar é o armazenamento de energia em baterias mais pequenas e mais leves.

Tens razão, Energias Alternativas: o futuro passa longe dos combustíveis fósseis. Quem já andou nessas motocicletas elétricas esportivas diz que a ausência de ruído é estranha de início, mas a pilotagem é boa.

Abraço!

Deixe um comentário

    REDES:  

  • rss
  • youtube
  • Twitter
  • flickr
  •  
  • PESQUISAR NOS ARQUIVOS: